array(2) { [0]=> string(4) "toto" [1]=> string(4) "titi"} Mondes américains : Centros de pesquisa

Mondes Américains |

Centros de pesquisa

Centros de pesquisa

Mondes Américains é o pirmeiro laboratorio  de história e antropologia dedicado às Américas no seu conjunto. Esta especificidade, que também representa a sua força, está diretamente ligada à historia de sua criação, reunindo cinco centros em torno a  problemáticas comuns.  Uma breve aprensentação de cada um deles permitirá entender melhor como se deu sua integração ao MASCIPO, integração que se concretizou com a transversalidade voluntária das linhas de pesquisa do laboratório.

 

• O Centro de Estudos Norteamericanos (CENA-EHESS), dirigido por Cécile Vidal, foi criado em 1980 por François Furet e desenvolveu-se a partir da admissão de um docente efetivo (“directeur d’études permanent”),, Jean Heffer, em 1984. Ao longo dos últimos trinta anos, o CENA estabeleceu parcerias ativas com numerosas instituições e centros de  pesquisa franceses, europeus e norteamericanos, chegando a  ocupar seu espaço no lequedos estudos norteamericanos na França e na Europa. A história do Estado, os estudos urbanos, a história atlântica, com uma atenção particular à formação de novas sociedades em situação colonial e às migrações transatlânticas, a etnohistória, os estudos sobre raça e etnicidade, a antropologia da música ou ainda a história e a antropologia dos desastres naturais são os campos de pesquisa privilegiados por seus membros numa perspectiva tanto nacional quanto transnacional.

► Consultar o site do CENA

 

• O Centro de Estudos e Pesquisas sobre os Mundos Americanos (EHESS), dirigido por Anath Ariel de Vidas, sucedeu ao CERMACA (Centro de pesquisas sobre o México, a América Central e os Andes), fundado em 1984 na EHESS por Nathan Wachtel, juntamente com Serge Gruzinski, em torno à  antropologia histórica andina. Com o passar do tempo, o CERMA diversificou  seus objetos de estudo, ampliou o campo de suas pesquisas à antropologia e à socio-história, multiplicando assim  sua colaboração com parceiros latinoamericanos. Esta pluralidade de temáticas, que leva a marca de  um interesse sempre renovdo pelas relações entre o local e o global, conduziu à mudança de nome do centro. Atualmente, os pesquisadores e docentes do CERMA dedicam-se ao estudo  das relações entre memória, história e conflitos, das construções identitárias, das reivindicações sociais e das expressões simbólicas, estéticas bem como da memória coletiva no periodo contemporâneo.

►Consultar o site do CERMA

 

• O Centro de Pesquisas da História da América Latina e do Mundo Ibérico (Universidade Paris 1-Panthéon-Sorbonne), dirigido por Annick Lempérière, foi criado em 1970 por François Chevalier(†), antigo estudante de Marc Bloch e primeiro titular da cátedra de história da América Latina na Universidade Paris1-Panthéon-Sorbonne. Dirigido por François-Xavier Guerra (†) de 1985 a 2002, e por Annick Lempérière desde 2003, o CRALMI desenvolve suas atividades de ensino e pesquisa sobre a América latina e as Caraíbas do século XVIII ao século XXI, nas áreas de história política, socio política e socio cultural : mobilizações sociais e mudança política, republicanismo e constitucionalismo na época das independências ; a construção do Estado no século XIX ; o nascimento das relações internacionais nas Américas latinas e no hemisfério americano ; abordagens cruzadas e transnacionais das transferências culturais e da circulação dos saberes. Desde cedo, o CRALMI estabeleceu laços com  diversos centros universitários na América, notadamente no México, na Venezuela, na Colômbia, no Chile e na Argentina.

►Consultar o site do CRALMI

 

• O Centro de Pesquisas sobre o Brasil Colonial e Contemporâneo (CRBC-EHESS), co-dirigido por Jean Hébrard e Claudia Damasceno Fonseca, foi criado em 1985 na EHESS por Ignacy Sachs, concentrando-se em pesquisas sobre o desenvolvimento. Rapidamente,  o centro tornou-se  um dos polos de referência na formação de alunos e pesquisadores brasileiros em economia, sociologia rural, literatura e antropologia das religiões. Continuando a desempenhar este papel junto aos pesquidaores europeus trabalhando sobre o Brasil e junto aos pesquisadores brasileiros de passagem pelaFrança, o CRBC abriu-se ainda, a partir de 2000, para novas dimensões dos estudos brasilinistas. Numa primeira fase, interessou-se pela circulação dos intelectuais e pelos processos de migração interna e internacional. Numa segunda fase, novas pesquisas trataram da história social e cultural da escravidão e do tráfico de escravos. Mais recentemente, na perspectiva de novos laços com as universidades portuguesas, tem tratado do lugar do Brasil no Império colonial português.

►Consultar o site do CRBC

 

• O ESNA (Impérios, Sociedades, Nações, América Latina e Mediterrâneo Ocidental) da Universidade Paris Ouest Nanterre La Défense, dirigido por Pierre Ragon, foi criado em 1996 por iniciativa de Jean-Michel Sallmann; foi dirigido até 2006 por Thomas Calvo. O centro especializou-se no estudo das sociedades coloniais Ibero-americanas e, mais particularmente, na história da missão e do fato religioso em meio colonial. Em seguida, abriu-se a outras problemáticas de pesquisa  : a história das ciências e dos saberes nos impérios coloniais europeus, nos séculos XVI a XVIII, com uma abordagem comparativa entre metrópoles e colônias, assim como a análise das evoluções geopolíticas ligadas à expansão européia entre o final do século XV e o finaldo XVIII.

►Consultar o site do l'ESNA

EHESS
CNRS
Paris Sorbonne
Paris Ouest Nanterre la Défense

flux rss  Actualités

Pour une histoire transconfessionnelle des missions d’évangélisation  XVe-XXIe siècles : l’ouverture d’un chantier

Journée(s) d'étude - Vendredi 15 juin 2018 - 09:30Le Groupe d’histoire des missions d’évangélisation modernes s’engage dans le projet d’une histoire transconfessionnelle des missions d’évangélisation. Ce chantier novateur s’est longtemps heurté à des obstacles de taille :- géographiques, car les (...)(...)

Lire la suite

Pour une histoire transconfessionnelle des missions d’évangélisation  XVe-XXIe siècles : l’ouverture d’un chantier

Journée(s) d'étude - Vendredi 15 juin 2018 - 09:30Le Groupe d’histoire des missions d’évangélisation modernes s’engage dans le projet d’une histoire transconfessionnelle des missions d’évangélisation. Ce chantier novateur s’est longtemps heurté à des obstacles de taille :- géographiques, car les (...)(...)

Lire la suite

Les origines océaniques des révolutions atlantiques

École d'été - Lundi 04 juin 2018 - 10:00Ce séminaire d'été de cinq jours, qui réunit des spécialistes travaillant à la fois sur l'Atlantique nord et sud et sur l'Ancien et le Nouveau Monde, part d'une hypothèse centrale selon laquelle les pratiques politiques présentes sur les différentes rives (...)(...)

Lire la suite

Plus d'actualités

Mondes Américains - UMR 8168
EHESS

54, boulevard Raspail
75006 Paris, France
Tél. : +33 (0)1 49 54 20 85
Fax : +33 (0)1 49 54 25 36


Communication :
T.  +33 (0) 1 49 54 24 33

Nous suivre sur Facebook